SapoTelecom
Pesquisar
FacebbokTwitterLinkedinSapo VídeosFoursquareInstagram
''Nasceu a fundação Portugal Telecom'' 
quarta-feira, 29 de Junho de 2005
No dia 28 de Junho o Pavilhão de Portugal recebeu várias personalidades para a apresentação oficial da Fundação Portugal Telecom. Um compromisso com a comunidade que pretende combater a info-exclusão, apoiar os cidadãos com necessidades especiais, a inovação, as artes e a cultura. 

          

Partilhar conhecimento, partilhar modernidade e partilhar desenvolvimento. É este o conjunto de partilhas subjacente à formação da Fundação Portugal Telecom, que concretiza o compromisso de intervenção social e apoio ao desenvolvimento assumido pelo Grupo Portugal Telecom.

                      
                                       

Miguel Horta e Costa, Presidente Executivo da Portugal Telecom apresentou este acontecimento como o concretizar de um sonho que vai potenciar as diversas componentes (responsabilidade social, mecenato cultural e combate à info-exclusão) em que o Grupo está envolvido. "A Portugal Telecom está entrosada com a vida de todos os portugueses, por isso, não pode deixar de prestar um retorno à sociedade".

          

                       

Por seu lado, Henrique Granadeiro, Presidente da Fundação Portugal Telecom, sublinhou a função do Grupo como "motor de desenvolvimento social e de impulso importante às redes que tecem as sociedades modernas". Segundo este responsável, a responsabilidade social cumpre-se na capacidade de mudança e transformação da sociedade em que a empresa se insere, melhorando a qualidade de vida das pessoas que dela beneficiam.

          
                        

As políticas de excelência não foram esquecidas tendo Henrique Granadeiro referido a importância da criação da Academia PT, que proporcionará aos melhores alunos a possibilidade de frequentar os melhores cursos ligados às tecnologias de informação e comunicação.                   

        

Num ano em que a Portugal Telecom apela ao culto dos valores culturais nacionais, com a recente campanha institucional a inspirar-se numa poesia de Luís de Camões, o Presidente da Fundação Portugal Telecom cita Fernando Pessoa quando este se referiu ao mistério da criação: Deus quer; o homem sonha; a obra nasce. "Hoje nasceu a Fundação Portugal Telecom", conclui.

         
                            
Norberto Fernandes, Administrador Delegado da Fundação Portugal Telecom, afirmou que a constituição da Fundação Portugal Telecom "traduz a evolução natural da actuação de um grupo empresarial cuja história sempre se cruzou com a das comunidades em que está integrado. O Grupo PT tem um passado de e um presente de forte envolvimento social, cultural, ambiental e o que vos apresentamos hoje é um projecto de continuidade e aprofundamento desse trabalho".

        
                          
Para o Administrador delegado, esta não é apenas mais uma Fundação. "Partilhando com organizações congéneres preocupações idênticas no âmbito do desenvolvimento social, a nossa abordagem tem necessariamente o cunho próprio do Grupo que representamos, e que se traduz na introdução dos temas da inovação, da tecnologia ao serviço das pessoas e da formação de competências, como áreas-chave da nossa actuação, centrada naquilo que no Grupo melhor sabemos fazer: Boas comunicações ao serviço das pessoas, e do combate da info-exclusão", sublinha.

          
                             
A Fundação traz pois um olhar próprio sobre o mundo que nos rodeia, uma tradição de fazer bem, o que constitui a marca da inovação, mudança e melhoria do Grupo Portugal Telecom.


 

partilhar notícia