SapoTelecom
Pesquisar
FacebbokTwitterLinkedinSapo VídeosFoursquareInstagram
Unidos pela tecnologia e pela inclusão
quinta-feira, 30 de Abril de 2009
José Caturra, Rafael Ovalheiro, André Ramos e Rosário Sarabando são cidadãos com necessidades especiais de comunicação. Através da parceria entre a Fundação PT e a Qualcomm, passaram a ter acesso a soluções tecnológicas avançadas para comunicar com mais facilidade. A 28 de Abril, foi apresentado um conjunto de projectos que visam dotar estas pessoas de ferramentas de integração na Sociedade da Informação e do Conhecimento

Segundo Fernando Soares Carneiro, 
administrador da PT-SGPS, a PT quer ser
uma referência na sustentabilidade

“A PT é claramente um operador global que tem o objectivo de se transformar numa referência de sustentabilidade”, afirmou Fernando Soares Carneiro, administrador da PT-SGPS, durante a conferência de imprensa que deu a conhecer a parceria entre a Fundação Portugal Telecom e a Qualcomm.

O maior operador de comunicações em Portugal e a multinacional líder em soluções digitais uniram-se para partilhar o compromisso de contribuir para a qualidade de vida de pessoas com necessidades especiais de comunicação. Trata-se de “um ambicioso programa em termos de sustentabilidade”, salientou o administrador que deu a conhecer algumas das soluções que a Fundação PT coloca à disposição da sociedade e de todos os cidadãos.

“Pretendemos que esta sessão seja marcante”. Óscar Vieira, administrador-delegado da Fundação PT reforçou a importância da parceria celebrada e, perante vários beneficiários que marcaram presença na conferência realizada no Fórum Telecom, em Lisboa, reforçou que “podem esperar o total empenho da PT”.

Óscar Vieira, administrador-delegado
da Fundação PT
Andrew Gilbert, presidente da
Qualcomm Europe
A Portugal Telecom, através da Fundação PT, e a Qualcomm Incorporated (Nasdaq: QCOM) associaram-se na promoção da info-inclusão e apresentaram um conjunto de projectos que recorrem a tecnologias móveis avançadas e que têm como intuito dotar cidadãos com necessidades especiais de comunicação de ferramentas de integração na Sociedade da Informação e do Conhecimento.

Comunicar é para muitas pessoas uma tarefa difícil. No âmbito da iniciativa Wireless ReachTM, e em resultado desta parceria recentemente estabelecida entre as entidades, é possível promover a integração de cidadãos com necessidades especiais através de um conjunto de soluções desenvolvidas. Pessoas de diferentes idades e contextos vão ter acesso a determinados dispositivos que surgem no sentido da plena igualdade de oportunidades e da construção de um sociedade mais inclusiva e justa.

Idália Moniz considerou esta
parceria um exemplo

Para Andrew Gilbert, presidente da Qualcomm Europe, este é um projecto de extrema importância que vai possibilitar o “acesso a tecnologia wireless e a todos os seus benefícios”. O responsável confessou que a Qualcomm partilha a mesma visão da PT: “melhorar a vida das pessoas”. Este é o primeiro projecto celebrado pela empresa em Portugal pelo que “estamos muito entusiasmados com esta colaboração”.

A secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, confessou que esta “parceria é um exemplo” e que apela ao “princípio da inclusão e do acesso para todos”. Consiste numa “parceria alargada de gente com vontade” em benefício de um acesso que deve ser cada vez mais livre e democratizado.

A possibilidade de comunicar

A Portugal Telecom detém um elevado historial no que diz respeito à questão da responsabilidade social. Fruto da parceria estabelecida com a Qualcomm, os Projectos

Clara Cidade, Direcção de Info-Exclusão
e Necessidades Especiais
Estrela e Girassol da Fundação PT ganharam novos desenvolvimentos, através da iniciativa Wireless Reach. Foi possível equipar com smartphones 3G, os 16 Centros de Recursos para a Inclusão Digital abrangidos pelo Projecto Estrela e frequentados, em todo o país, por pessoas com deficiência profunda. De salientar que os sistemas disponíveis nestes centros podem ser adquiridos à PT ao abrigo do programa de subsidiação da Fundação PT e, ainda, ser comparticipados pelo Sistema Nacional de Ajudas Técnicas da Segurança Social.

Smartphone 3G dotado
do TMN GRID Mobile

Estes smartphones 3G, dotados do TMN GRID Mobile (um software facilitador da comunicação aumentativa, com quadros de comunicação, sintetizador de voz e orientado para o envio de SMS), têm um papel fundamental ao nível das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), do ponto de vista terapêutico e do desenvolvimento pessoal e social. José Caturra tem paralisia cerebral e é um exemplo do benefício proporcionado por esta nova solução. Trabalha em regime de Trabalho Protegido nos "7 Ofícios", Centro de Formação Profissional na Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral para onde se desloca autonomamente todas as manhãs. Com o TMN GRID Mobile José Caturra passou a dispor de uma ferramenta que o acompanha para onde quer que vá, permitindo-lhe comunicar com maior facilidade, nomeadamente através do envio de SMS.

A colaboração entre as duas instituições possibilitou ao Projecto Girassol ganhar mais projecção. Esta iniciativa pretende responder a diferentes limitações de pessoas com necessidades especiais, disponibilizando smartphones e outros equipamentos móveis a pessoas com deficiência profunda sem recursos para adquirir estes terminais pelo valor subsidiado e está especialmente vocacionado para a disponibilização de diferentes tipos de tecnologias, de que se destacam o Tobii, o SICAM e o Magic Eye. 

André Ramos utiliza a solução Tobii
O Tobii é uma espécie de PC integrado num laptop de reduzida dimensão e foi doado ao Centro de Desenvolvimento Infantil, no âmbito da parceria estabelecida. Tem como finalidade a avaliação das necessidades especiais de crianças com diferentes tipos de deficiência, estando disponível para utilização por parte das mesmas graças à placa 3G de que dispõe. André Ramos é portador de Paralisia Cerebral e o Tobii proporciona-lhe maior autonomia, facilitando-lhe a deslocação à escola e a comunicação através da utilização do PC sem a necessidade de teclar com o nariz, como fazia anteriormente.

Com o SICAM (Sistema Integrado para Comunicação Aumentativa, com placa 3G e software PT GRID), Rafael Ovalheiro, um jovem com 17 anos de idade, tetraplégico e ventilado resultado de meningite grave na sequência de uma queda de bicicleta, frequenta agora com maior agilidade a sala de aulas, conseguindo aceder à internet, enviar SMS e controlar mais facilmente a cadeira de rodas em que se desloca.

Através do Magic Eye, Rosário Sarabando, com Esclerose Lateral Amiotrófica, desempenha com autonomia a gestão da sua casa e a sua vocação de mãe de uma criança com nove anos. Apesar de não falar, acede com a ajuda do Magic Eye ao PC para comunicar, é autora do livro Quero ver o meu filho crescer e importante dinamizadora de um blog. 

Consciente da sua condição enquanto maior operador de telecomunicações em Portugal, a PT assume a sua responsabilidade no sentido do acesso generalizado às TIC. Através da Fundação PT deposita na sua associação à Qualcomm a confiança e expectativa de poder sempre contribuir para possibilitar e facilitar a integração numa verdadeira Sociedade da Informação e do Conhecimento de um número crescente de cidadãos. Através desta associação, a Qualcomm vê concretizada, num conjunto expressivo de situações reais, a sua vocação de multinacional líder no desenvolvimento de produtos inovadores baseados nas tecnologias mais avançadas, contribuindo para a melhoria de vida, neste caso de pessoas com necessidades especiais.

Os Projectos

Depois de um investimento de longos anos, com o apoio da Qualcomm, a Fundação PT vê um alargamento das soluções que disponibiliza na área móvel. Ao longo dos últimos 20 anos, a Fundação já terá contribuído, em custos directos nos projectos de apoio social que promove e apoia, com mais de 25 milhões de euros, sem contar com todos os custos indirectos, nos quais estão incluídos, por exemplo, o trabalho e o know-how dos seus colaboradores. De sublinhar que a Fundação PT é a única fundação portuguesa associada a um operador de telecomunicações com estatuto de utilidade pública.  

Actualmente, no âmbito da recente parceria, o Projecto Estrela e o Projecto Girassol tiveram novos desenvolvimentos, sem prejuízo de no futuro virem a ser desenvolvidos novos projectos, também alinhados com o objectivo de dotar cidadãos com necessidades especiais de comunicação de ferramentas de integração na Sociedade da Informação e do Conhecimento. 

Projecto Estrela
Este projecto, que tem como signatários a Fundação PT e a Federação Nacional das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral (FAPPC), consiste na instalação de centros de recursos educativos e formativos nas Associações de Paralisia Cerebral de todo o país. Nestes espaços, em cada uma das 15 APPC, mais a UTAAC (Unidade de Técnicas Aumentativas e Alternativas de Comunicação), são disponibilizadas Soluções Especiais PT para pessoas com deficiência, designadamente com paralisia cerebral. Com o apoio da Qualcomm, os centros de recursos estão equipados com smartphones 3G com o TMN GRID Mobile, os quais permitem a pessoas com Paralisia Cerebral utilizar os equipamentos no âmbito dos programas de desenvolvimento pessoal e inclusão social e, desta forma, comunicar com os familiares e prestadores de cuidados de saúde. O TMN GRID Mobile é um software de síntese de voz, com tabela internacional de comunicação por símbolos SPC.

Projecto Girassol
Este projecto tem como objectivo a doação de tecnologias de apoio à comunicação e mobilidade aumentativas – designadamente smartphones ou outros equipamentos com acesso à rede móvel – a pessoas com deficiência, sem recursos para comprar equipamentos mesmo a preço subsidiado. O Girassol disponibiliza tecnologias móveis a pessoas com deficiências profundas que vivam em casa ou em instituições sem fins lucrativos, proporcionando-lhes uma mobilidade acrescida que lhes permite sair sempre que desejem. 

partilhar notícia