09/11/2021

Investimento, inovação e proximidade em Coimbra

Na cidade dos poetas, do fado e do conhecimento, Alexandre Fonseca reiterou a confiança no futuro da inovação a partir de Portugal para o Mundo. Uma confiança cimentada durante o evento Inovação@UC, que foi seguido da assinatura de um protocolo na Câmara Municipal de Coimbra, para uma nova vaga de investimento na expansão de fibra ótica e rede móvel naquele concelho.

Reforço da expansão de fibra ótica e rede móvel em Coimbra

Mantendo o objetivo de ser o maior investidor e parceiro dos Municípios portugueses, como fornecedor de tecnologia de última geração, a Altice Portugal assinou um protocolo com o Município de Coimbra. O acordo, formalizado no dia 5 de novembro, prevê um reforço da cobertura de fibra ótica, ultrapassando os 95% de casas fibradas no concelho até final de 2022.

Com este protocolo, Coimbra vai também passar a dispor de oito novas estações base, garantindo uma melhoria da qualidade e cobertura do serviço móvel a praticamente toda a sua população (99,9%). As novas antenas situam-se na Freguesia de Santo António Dos Olivais, União das Freguesias de Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu), União das Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas, União das Freguesias de Assafarge e Antanhol, União das Freguesias de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, União das Freguesias de Trouxemil e Torre De Vilela e Freguesia de Ceira.

Este é mais um investimento privado, autónomo e voluntário, através do qual a Altice Portugal continua a cumprir o desígnio de levar a melhor tecnologia e inovação indistintamente a todo o território nacional e de contribuir para um país a uma só velocidade.

"É para nós um dia importante porque marcamos aqui, mais do que uma intenção, uma concretização. Assinámos este importante protocolo para garantir o acesso a uma nova vaga de investimento, para aumentar, significativamente, as taxas de cobertura das redes fixas e móveis no concelho", afirma Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal.

"A melhor maneira de defender o interesse público é cooperar com o setor privado. Esta colaboração com a Altice é fundamental para o desenvolvimento do concelho de Coimbra, para a atração de novas empresas e para passar os constrangimentos que a pandemia evidenciou", diz José Manuel Silva, Presidente da Câmara Municipal de Coimbra.

A inovação é um dos pilares de transformação do mundo

O poder da inovação esteve em destaque durante a manhã de 5 de novembro, no Auditório do Edifício Leonardo da Vinci, do Coimbra iParque. O Presidente Executivo da Altice Portugal foi convidado a dar uma palestra na qual focou o tema “Investimento e Proximidade como alavancas de inovação”, dois pilares essenciais da estratégia da empresa e que têm vindo a contribuir para a sua liderança.

No evento Inovação@UC, promovido pela Comissão de Inovação, Serviço e Relação com a Comunidade, do Conselho Geral da Universidade de Coimbra (UC) - que tem como coordenador, Alcino Lavrador, Diretor-geral da Altice Labs -, Alexandre Fonseca começou por dedicar uma palavra de agradecimento e de homenagem a Joaquim Norberto Pires. Empreendedor e inovador, o recentemente desaparecido membro do Conselho Geral, foi responsável pelo arranque desta iniciativa.

Partilhando um pouco daquela que tem sido a estratégia de sucesso da Altice Portugal, assente em Investimento, Inovação, Tecnologia, Proximidade, Qualidade de Serviço e Sustentabilidade, Alexandre Fonseca destacou a liderança da empresa no setor e a diferença que faz na economia e na sociedade. Uma liderança e uma diferença que só têm sido possíveis graças a um espírito inovador e de pioneirismo. “Temos sido, em muitos casos, um farol do ponto de vista do desenvolvimento de tecnologia em Portugal e no mundo, a partir de Portugal e também para o mundo”, admite.

Na cidade conhecida pela sua famosa Universidade, uma das mais antigas do mundo ainda em operação, o Presidente Executivo da Altice Portugal falou sobre a importância da aposta no empreendedorismo, no talento, na investigação científica, na criação de ecossistemas e no trabalho em rede. “Nos últimos 10 anos, investimos mais de 5 milhões e meio de euros diretamente em projetos de laboratório, desenvolvidos com universidades portuguesas”, revela, enumerando alguns dos projetos e das iniciativas desenvolvidas na cidade e, mais concretamente, com a Universidade.

“Temos uma visão muito clara também para o país” e “temos, claramente, uma visão e uma ambição para Portugal. Uma ambição digital para Portugal. Esta ambição digital, de irmos mais longe, está alicerçada naquele que é o nosso lema interno: ligar as pessoas à vida.”