16/11/2021

Resultados do 3.º trimestre de 2021

​Apesar do atraso no Leilão do 5G, por responsabilidade exclusiva da ANACOM, e da contínua deterioração do ambiente regulatório, a Altice Portugal mantém-se fiel aos compromissos de transformação digital e de identificação de soluções que coloquem os seus clientes na melhor posição para o sucesso. Um compromisso aliado a uma qualidade de serviço ímpar, num contexto social e económico ainda a recompor-se dos efeitos pandémicos.

De acordo com os resultados divulgados, as Receitas da Altice Portugal  mantiveram a rota de crescimento, totalizando 589,4M€ e 1.689,2M€ respetivamente no 3.º trimestre e nos nove meses do ano, o que se traduziu num crescimento face aos períodos homólogos de 8,9% e de 8,1%. Além do crescimento homólogo, apresentaram um aumento de 7,0% face ao trimestre anterior, proveniente da performance demonstrada por todos os Segmentos.

O crescimento sustentado da Base de Clientes Fixo e Móvel, dos Negócios Empresariais e a aposta no binómio Fibra/Convergência impulsionaram a rota das Receitas. O desenvolvimento de um portefólio inovador e diversificado adaptado à realidade mutável e o compromisso com elevados padrões de qualidade, robustez e segurança das redes, traduziram-se num desempenho operacional assinalável, quer do Segmento Consumo, quer do Segmento de Serviços Empresariais.

A prossecução de elevados padrões de qualidade no serviço prestado continuou a dar resultados, o que se consubstanciou nos dados divulgados pelo regulador português, que em setembro mostraram que a MEO foi o operador com menor número de reclamações por mil clientes. De acordo com a ANACOM, a MEO teve o menor índice de reclamações no 2.º trimestre de 2021. Desde 2019, a MEO tem-se destacado como a operadora no mercado português de telecomunicações com o menor número de reclamações por mil clientes, resultado direto da aposta contínua da Altice Portugal no serviço ao cliente e qualidade das ofertas.

Em 27 de outubro de 2021, após dez meses, duzentos dias e 1727 rondas, o leilão do 5G terminou. A Altice Portugal congratula-se por ter cumprido todos os ambiciosos objetivos a que se tinha proposto: obteve 104 MHz no âmbito da atribuição de frequências 5G, distribuídas nas faixas de 700 MHz, 900 MHz e 3,6 GHz. Isto resultou num investimento que ascende a 125 milhões de euros para o total de espectro adquirido.

No final do 3.º trimestre de 2021, a penetração de 4G e 4G+ atingiu 99,8% e 94,7%, respetivamente, impulsionada pelo investimento sustentado na rede móvel. Em julho, a marca MEO recebeu a distinção “Melhor do Teste – Internet Móvel”, com base nos dados dos 12 meses anteriores da aplicação QualRede da Deco Proteste, um reconhecimento da forte posição da Altice Portugal no mercado.

O EBITDA voltou a revelar crescimento no 3.º trimestre de 2021 atingindo os 221,8M€, +2,3% face ao trimestre homólogo de 2020 e +4,1% face ao trimestre anterior. Nos primeiros nove meses do ano registou 639,1M€, o que representou um crescimento face ao mesmo período do ano anterior de 1,7%. Esta evolução resulta da performance e qualidade da receita e da contínua racionalização da estrutura orgânica e do controlo dos custos operacionais.

O Investimento cifrou-se em 109,7 milhões de euros no 3.º trimestre e a 338,1 milhões de euros de janeiro a setembro, refletindo a contínua expansão da cobertura de Fibra Ótica e reforço da rede móvel. A Altice Portugal adicionou mais 100 mil casas neste trimestre e mais 308 mil nos primeiros nove meses do ano, tendo, no final de setembro de 2021, atingido 5,9 milhões de casas passadas em Portugal.

Segmento Consumo

No 3.º trimestre do ano, as Receitas do Segmento Consumo registaram um crescimento de 3,4% face a igual período do ano anterior, fixando-se em 314,6 milhões de euros (versus 304,3 milhões de euros no 3º trimestre de 2020). Face ao trimestre anterior, as Receitas apresentaram um acréscimo de 3,6%.

A Base de Clientes continuou a crescer, tanto no Negócio Fixo como no Móvel, suportado por níveis historicamente baixos de Churn, aliados à manutenção da sólida performance de angariação, promovida também pela convergência e tecnologia Fibra, que permitiu adicionar clientes mais valiosos e com maior vida útil. As adições líquidas de Clientes Únicos foram positivas pelo décimo sexto trimestre consecutivo.

Segmento de Serviços Empresariais (Combina os Segmentos Empresarial – B2B, Wholesale e as restantes Unidades de Negócio da Altice Portugal)

O Segmento de Serviços Empresariais apresentou um valor de Receitas de 274,8 milhões de euros no 3.º trimestre do ano, traduzindo-se numa variação homóloga de +16,1% quando comparado com o total de 236,7 milhões de euros registados no mesmo período do ano anterior. Face ao trimestre anterior registou um crescimento de 11,3%. O desempenho dos serviços empresariais também foi beneficiado pela reconquista de importantes clientes empresariais de grande dimensão em vários setores, bem como pela recuperação das receitas de Roaming face ao 3.º trimestre de 2020, embora a contribuição absoluta tenha sido inferior à do 3.º trimestre de 2019.